09/07/2010

coisas do Brasil

Outro dia deu na TV que tinha um pessoal vendendo rifa cujo premio era um programa com uma prostituta, ou dois ou mais programas dependendo do preço cobrado pela profissional escolhida. Ai a noticia dava conta que havia menores vendendo as rifas. Muito bem, queriam indiciar os idealizadores em crimes que, pelo menos pra mim, sao extremamente desimportantes, como estimular a prostituição, e que podiam pegar ate 30 anos de cadeia... cara 30 por fazer uma rifa cujo premio é uma garota de programa, que com certeza nao deixaria de ser desse ramo por causa da rifa. Nao pegaram uma virgem e a colocaram como premio. Na pior das hipoteses, esses caras poderiam muito bem estar enganando todo mundo que se interessasse no premio pra ficar com a grana e nem sortear numero. Ainda assim, é um estelionato que nao rende muita coisa...
Ai agora explodiu o caso Bruno... pra mim é obvio que a ideia era matar a mulher la e a ordem veio dele. Pra esse crime, duvido e muito que ele pegue 30 anos. Vai sobrar mais é pro capanba quando é assim. Os detalhes do crime sao tao barbaros que nem vou comentar nada.
Mas isso é coisa do Brasil mesmo. Organizadores de rifa podem ficar tanto ou mais tempo na cadeia que um cara como esse goleiro ai...
é justo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este é um meio de exercicio do seu livre arbitrio e sua manifestação de pensamento. Não use-o de forma errada.